“Situação é extremamente grave” refere Primeiro-ministro mantendo medidas do confinamento até 1 de Março (Com Vídeo)

“Situação é extremamente grave” refere Primeiro-ministro mantendo medidas do confinamento até 1 de Março (Com Vídeo)

11 Fevereiro 2021, 17:52 Não Por Redacção

O Primeiro-ministro António Costa, anunciou na tarde desta quinta-feira, a que se irão manter no essencial as medidas para os próximos quinze dias, para o novo Estado de Emergência, continuando o país em confinamento.

“O confinamento está a resultar”, começou por referir António Costa, depois de anunciar que o R se encontra em 0,77, o mais baixo das últimas semanas, o que ainda assim mantém uma situação “muito preocupante”.

O Primeiro-Ministro destacou o elevado número de pessoas em unidades hospitalares, e em unidades de cuidados intensivos, que têm também reflexo no número de óbitos, que leva a “manter o actual nível de confinamento, que se irá manter durante o mês de Março”, afirmando mesmo que “não é momento para discutir o desconfinamento”.

António Costa anunciou ainda que a vacinação se irá atrasar, em virtude de Portugal ir receber menos de metade das 4 milhões de doses de vacinas previstas para o primeiro trimestre de 2021.

No fundamental as medidas do confinamento até dia 1 de Março vão ser as que se encontram actualmente em vigor.