Portugal é 29.º em ‘ranking’ de 53 melhores países durante pandemia

29 Junho 2021, 9:03 Não Por Redacção

Os EUA lideram o ‘ranking’ da Bloomberg de 53 melhores países para estar durante a pandemia de covid-19, no qual Portugal ocupa o 29.º lugar, revelou hoje a agência financeira.

“Quase um ano e meio após o início da pandemia, os melhores e piores lugares para se estar na era covid-19 são cada vez mais definidos por uma coisa: normalização”, refere a Bloomberg.

A maior campanha de vacinanção da história está a permitir que algumas partes do mundo comecem a abolir o uso de máscaras na rua, relaxem as restrições e suavizem as barreiras nas fronteiras.

“O ponto central é a abertura de uma economia para o mundo”, refere a agência de notícias financeira, acrescentando que por essa razão introduziu no ‘ranking’ um novo elemento de análise – progresso de reabertura.

Foram ainda introduzidas duas novas métricas sobre facilidade de entrada e saída de um local e recuperação das viagens aéreas, em conjunto com outras 10 medidas que rastreiam diferentes dados, desde as taxas de mortalidade até à contagem de infetados, liberdade de movimento ou crescimento económico.

Esta metodologia introduziu mudanças no ‘ranking’ e agora “os EUA são número um, com a implementação rápida e expansiva da vacina”, depois de ter tido “o pior surto do mundo”.

Os restaurantes estão lotados, as máscaras não são necessárias para os vacinados e os norte-americanos estão a ir de férias novamente, encorajados por uma taxa de vacinação que cobre metade da população, enquanto um pacote de estímulo económico de 1,9 biliões de dólares (cerca de 1,6 biliões de euros, à taxa de câmbio atual) e o aumento da inoculação contribuem para o aumento da confiança do consumidor.

“Por causa da mudança do foco do ‘ranking’ não estamos a comparar diretamente com o mês passado”, salienta a Bloomberg.

Em segundo lugar está a Nova Zelândia, seguida de Suíça, Israel, França, Espanha, Austrália, China continental, Reino Unido e Coreia Sul, esta última em décimo lugar.

“Países europeus como a Suíça, França e Espanha estão entre os 10 primeiros, uma vez que estão a abrir as fronteiras para turistas vacinados, enquanto as hospitalizações diminuem graças à inoculação”, adianta a Bloomberg.

Portugal ocupa o 29.º lugar, depois da Alemanha (28.º), ficando acima da Hong Kong (30.º), República Checa (31.º) e Rússia (32.º).

Abaixo de Portugal encontramos países como Polónia (35.º), Brasil (41.º), África do Sul (42.º), índia (50.º) e Argentina (53.º e último lugar do ‘ranking’).

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.925.816 de vítimas em todo o mundo, resultantes de 181.026.547 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.086 pessoas e foram confirmados 875.449 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


Agência Lusa