Comunidade Intermunicipal compra Terminal Rodoviário de Santarém por 3.5 Milhões de euros

12 Fevereiro 2024, 16:30 Não Por João Dinis

A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) irá contrair um empréstimo de 3 Milhões de euros, para adquirir o Terminal Rodoviário de Santarém por um valor global de 3.5 Milhões de euros.

As autarquias integrantes da CIMLT estão agora a aprovar não só a aquisição do edifício, como também a assunção das responsabilidades bancárias correspondentes à sua percentagem de integração na Comunidade Intermunicipal, que variam de acordo com o seu “peso” na estrutura intermunicipal.

Na reunião da Câmara Municipal de Coruche, a autarquia assumiu a sua “responsabilidade” sobre os 14.8% da integração na CIMLT, o que corresponde a um valor de 444.138,79 euros.

O valor que caberá a cada autarquia tem ainda em conta o facto do Município do Cartaxo estar sobre intervenção financeira, e impedido de assumir novas responsabilidades económicas.

A aquisição do edifício, que atualmente é arrendado à empresa prestadora do serviço de transportes na Lezíria do Tejo visa suprimir a falta de um interface de transportes em Santarém, que chegou a estar planeado para o Campo Infante da Câmara, mas cujo projeto acabou por não se concretizar.

Este processo faz parte da criação da Empresa Intermunicipal de Transportes Públicos, que irá substituir as empresas existentes, no serviço público de transportes nos concelhos da Lezíria do Tejo.

Esse facto levou mesmo a que o vereador Valter Jerónimo (CDU), questionasse o facto de Santarém não dispor de um interface de transportes, e tenham que ser as autarquias da Lezíria do Tejo a suportar a responsabilidade da aquisição do edifício.

Francisco Oliveira (PS), Presidente da Câmara Municipal de Coruche, salientou que o facto da aquisição ocorrer por parte da CIM, terá o seu custo suportado pelas rendas da oficina e loja ali existentes.

A assunção desta responsabilidade por parte do Município de Coruche foi aprovada com os votos favoráveis dos eleitos do PS e PSD e a abstenção da bancada da CDU.


Fotografia: Google Maps

________________

________________________