Caçadas no Campo de Tiro investigadas pelas autoridades

Caçadas no Campo de Tiro investigadas pelas autoridades

25 Novembro 2021, 11:01 Não Por Redacção

Segundo avança a CNN Portugal, as caçadas no Campo de Tiro, na freguesia de Samora Correia, estão a ser investigadas pelas autoridades, por existirem suspeitas de ilegalidades, suspeitando-se que os eventos possam ser utilizados para favorecer empresários que possuem contratos com as Forças Armadas.

Os eventos seria realizados de forma semiclandestina no Campo de Tiro, e sem o conhecimento do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, envolvendo altas patentes das Forças Armadas e empresários convidados para as caçadas.

A investigação, avança a mesma fonte, corre nos termos do Ministério Público em articulação com a Polícia Judiciária Militar, “e aponta para favorecimento, ao mais alto nível, a empresários que são convidados para caçadas, acompanhados de altas patentes militares, nomeadamente generais”, refere o canal televisivo.

Esta investigação terá tido origem numa denúncia junto da PJ militar, que iniciou as investigações às caçadas desenvolvidas nos oito mil hectares do Campo de Tiro, na freguesia de Samora Correia, que é gerida pela Força Aérea Portuguesa.

Segundo a CNN as “caçadas com alto patrocínio militar ocorrem geralmente aos fins-de-semana, numa zona junto às reservas naturais dos estuários do Tejo e do Sado”, sendo validadas pelos coronéis que dirigem a unidade, em eventos que incluíam almoços  de caça e que juntavam à mesa decisores das Forças Armadas e empresários que terão negócios com o estado.

A investigação está a cargo do Ministério Público, a cargo do DIAP de Lisboa.