Utentes do Lar Ilegal de Samora Correia foram transferidos para Fátima. 8 idosos hospitalizados (Com Fotos)

13 Janeiro 2021, 18:40 Não Por João Dinis

Decorreu na tarde desta quarta-feira, 13 de Janeiro, a operação de transferência dos idosos afectados pelo vírus da Covid-19, que se encontravam no Lar Ilegal Cantinho do Sénior em Samora Correia, que funcionava em instalações que chegaram a ser uma vacaria.

Dos 44 idosos que residiam no lar, 43 acabaram por testar positivo à Covid-19, bem como 10 das funcionárias que cuidavam dos idosos.
No dia de ontem 6 utentes do espaço acabaram por ser transferidos para o Hospital de Vila Franca de Xira, após terem sido observados por um enfermeiro, que verificou que o estado de saúde dos idosos se estava a deteriorar.
Já durante a manhã desta quarta-feira, mais 2 idosos foram transferidos para a unidade hospitalar.

Depois das 15.30 horas desta quarta-feira, a operação que envolveu cerca de duas dezenas de operacionais e 10 viaturas de diversos corpos de bombeiros do distrito de Santarém e GNR, bem como a Câmara Municipal de Benavente e a Protecção Civil local e a Segurança Social, visou transferir para uma Estrutura de Apoio de Retaguarda, em Fátima os 35 idosos que ainda se encontravam no lar, para onde serão também transferidos os idosos que obtiveram alta hospitalar no Hospital de Vila Franca de Xira, onde todos farão a quarentena nas devidas condições e acompanhamento médico adequado.

Os funcionários, dez, que se encontram positivos ao novo coronavírus, irão ser encaminhados para as suas residências, onde farão a quarentena necessária à sua recuperação.

O utente que testou negativo, foi transferido durante o dia de ontem, terça-feira, para uma outra residência de idosos, em Samora Correia, onde cumpre agora a quarentena, sendo testado após o período de quarentena, se até lá não apresentar sintomatologia compatível com a Covid-19.

Surto no lar surge após utente receber alta hospitalar

O primeiro caso deste surto, que afectou 53 pessoas, foi detectado esta segunda-feira, 11 de Janeiro, e surgiu depois de um idoso ter recebido tratamento hospitalar no Hospital de Vila Franca de Xira, deixando antever que na residência de idosos poderão não ter sido tomadas todas as providências e isolamento necessário.