Coruche celebra 50 anos do 25 de Abril com programa intenso

13 Abril 2024, 10:26 Não Por Redacção

Coruche apresenta um “programa intenso” para celebrar este ano os 50 anos do 25 de Abril, com eventos que se iniciaram no dia 8 de março e se prolongam até dia 13 de maio.

O programa oficial das comemorações, apresentado esta sexta-feira pelo Município de Coruche, propõe numerosas iniciativas e eventos, incluindo exposições, conferências, tertúlias, cinema e concertos.

Destaque para as exposições “Mulheres e Resistência – ‘Novas Cartas Portuguesas’ e outras lutas” e “Coruche no 25 de Abril e agora….”, ambas patentes na Galeria do Mercado Municipal; para os concertos “Dona Liberdade”, na voz de Ana Castelo, e “25 de abril como eu o vivi”, com José Jorge Letria e Tobias Monteiro, e para o espetáculo de Fernando Tordo no Pátio do Museu Municipal, não esquecendo a peça “25 de Abril, Sempre!”, do Teatro ABC, e a realização do Ciclo de Cinema de Abril. 25 de Abril sempre!

Apesar de iniciadas no mês de março, à medida que nos aproximamos de 25 de Abril, as iniciativas intensificam-se. A 6 de abril arrancou a peça “25 de Abril, Sempre!”, do Teatro ABC – Companhia Nacional de Teatro Português, no Centro Social da Branca e no Auditório da Fajarda. Até 19 de abril sobem a palco 10 sessões distribuídas pelo território – Biscainho (Centro Social, 7 de abril), Santana do Mato (Centro Social, 12 de abril), Lamarosa (Centro Social, 13 de abril), Erra (Centro Social, 13 de abril), Couço (Casa do Povo, 14 de abril) e, por fim, Coruche, com sessão dupla no Auditório do Pavilhão Municipal de Coruche a 19 de abril, destinada à comunidade escolar e ao público em geral. Escrita por Nuno Miguel Henriques, “25 de Abril, Sempre!” combina elementos históricos, pedagógicos e interativos, desdobrando-se em versões contemporâneas adaptadas ao público em geral e a alunos de estabelecimentos de ensino do 6.º ao 12.º ano de escolaridade e de cursos profissionais. Já a 10 de abril inicia-se um programa de visitas à Escola-Museu Salgueiro Maia.

A programação prossegue a 20 de abril com a inauguração da exposição “Coruche no 25 de Abril e agora….”, patente na Galeria do Mercado até 12 de maio, coordenada por Helena Claro, chefe de divisão de Educação, Desporto e Intervenção Social da Câmara de Coruche. No mesmo dia a Hora do Conto é dedicada ao tema “As Conquistas de Abril – Uma História para Pequenos e Graúdos”, dinamizada pela artista plástica Ana Rita Janeiro, e, a 21 de abril, no âmbito do Ciclo de Cinema de Abril, é exibido no Auditório do Pavilhão Municipal o filme “Revolução (sem) Sangue – As histórias por detrás das mortes de Abril”, do realizador Rui Pedro Sousa.

A 24 e 25 de Abril estão reservados muitos momentos altos comemorativos. Após a sessão extraordinária da Assembleia Municipal com ato solene comemorativo dos 50 anos do 25 de Abril, José Jorge Letria, Tobias Monteiro, António Palma e Diogo Oliveira estão na noite de 24 de abril no Pátio do Museu Municipal com as conversas cantadas “25 de Abril, como eu o vivi”, a que segue, à meia-noite, um espetáculo de fogo-de-artifício, que iluminará a frente ribeirinha, e uma salva de morteiros pelas freguesias. O dia 25 de abril é assinalado de manhã com a cerimónia do içar da bandeira e a sessão solene comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril no Edifício dos Paços do Concelho, com apresentação de cumprimentos à mostra associativa presente.
À tarde prosseguem outros atos inaugurais pelo Concelho, como as inaugurações do Parque Urbano do Planalto e do Núcleo Escolar do Biscainho.

Lembrando que a Revolução se concretizou com banda sonora, a noite de 26 de abril reserva mais um momento simbólico e inesquecível com concerto de Fernando Tordo, incontornável autor e intérprete de canções que furaram as malhas da censura, no Pátio do Museu Municipal.

Na noite de 27 de abril são exibidas no Auditório Municipal quatro curtas em parceira com a associação Waves of Youth: “How to Be a Candid Woman”, “Cura”, “Calcanhar do Aljube” e “Aclarar”. A fechar a programação do mês, 28 de abril dá início ao Festival Internacional de Folclore, Culturas e Artes (FIFCA), que traz a Coruche o mundo do folclore, contando com a presença de grupos de Portugal e de comitivas internacionais de Argentina, México, Grécia, Índia e Eslováquia, num grande encontro que proporciona a oportunidade única de conhecer manifestações etnográficas, culturais e artísticas de vários pontos do globo. A programação do mês de abril fecha no dia 30 à noite com a peça de teatro “Mulheres de Coragem”, levada a cena no Pavilhão Multiusos pelo grupo “um poema na vila”.

O primeiro de maio, Dia do Trabalhador, é assinalado com a apresentação, na Galeria do Mercado Municipal, do trailer de “As Duas Faces de Abril: Memória e Esquecimento”, uma recolha videográfica documental realizada em Coruche por uma equipa de técnicos do Município, a que se segue um momento de tertúlia com os protagonistas.

A programação encerra, por fim, a 10 de maio com a exibição de “Prazer, Camaradas!” no Auditório do Pavilhão Municipal – filme realizado por José Filipe Costa, desenvolvido em quadros improvisados com atores não profissionais, confrontando as ideias e comportamentos de estrangeiros e portugueses sobre a intimidade e a vivência da sexualidade em 1975.

Ao longo de 2024 o Município de Coruche refere que serão ainda promovidas diversas iniciativas comemorativas de Abril como exposições, a concretização de murais e a realização de palestras temáticas – uma programação inclusiva e multifacetada que une passado, presente e futuro, convidando à participação ativa nas comemorações do cinquentenário do 25 de Abril em nome dos valores democráticos plantados pela Revolução dos Cravos.

________________

_____________________