Transmissões, Assembleia Jovem, descentralização e reposição de freguesias entre as propostas apresentadas pelo PS à Assembleia Municipal

Transmissões, Assembleia Jovem, descentralização e reposição de freguesias entre as propostas apresentadas pelo PS à Assembleia Municipal

23 Outubro 2021, 12:26 Não Por Redacção

A bancada do Partido Socialista (PS) na Assembleia Municipal de Salvaterra de Magos, apresentou esta sexta-feira, um conjunto de propostas, que serão submetidas à Assembleia Municipal, que pretende ver debatidas na próxima reunião que deverá ocorrer já no dia 23 de Novembro.

Entre as propostas mais significativas destaque para a avaliação do enquadramento regimental das transmissões em directo/online das sessões da Assembleia Municipal nas redes sociais do Município de Salvaterra de Magos, iniciando na Assembleia Municipal uma estratégia pragmática de transmissão das sessões e testada na sua evolução tecnológica e possível adaptação a outros órgãos e eventos, a criação de uma Assembleia Municipal Jovem, a realização das Assembleias Municipais de forma descentralizada e em todo o concelho, bem como o inicio do procedimento para a reposição das freguesias do concelho de Salvaterra de Magos, nomeadamente Salvaterra de Magos, Foros de Salvaterra, Glória do Ribatejo e Granho, de modo a permitir garantir a equidade na separação e a realização em 2025 de eleições para as 6 Assembleias de Freguesia.

Os socialistas propõem também a criação de uma Comissão de Revisão do Regimento da Assembleia Municipal de Salvaterra de Magos, composta por um representante de cada grupo municipal e com a missão de rever o referido regimento integrando as seguintes alterações propostas pelo Partido Socialista, sem prejuízo de outras propostas de outros Grupos Municipais: a avaliação dos aspectos positivos e negativos da alteração do período de intervenção dos munícipes do final das reuniões para o início, ou a criação de dois períodos de intervenção, um no início e outro no final, atendendo à proporcionalidade que deve existir entre a atenção da agenda e competências da Assembleia Municipal e os tempos dedicados a outros assuntos; Estabelecer os tempos e coreografia de intervenções dos Grupos Municipais, face ao decorrente das alíneas a) e b) e experiência histórica; Enquadrar regimentalmente a sessão extraordinária das comemorações do 25 de Abril e avaliar a possibilidade de criar uma outra no 5 de Outubro bem como que se enquadre regimentalmente as sessões extraordinárias e temáticas com a criação de um regulamento próprio.