Santarém, Benavente e Azambuja são os concelhos da Lezíria com mais crimes participados

29 Maio 2024, 15:33 Não Por João Dinis

O Governo apresentou esta terça-feira, o Relatório Anual da Segurança Interna, relativo ao ano 2023, que demonstra que apesar de existir uma diminuição na criminalidade violenta de 14,4%, existiram mais crimes participados no distrito de Santarém.

No distrito de Santarém, em 2023 foram participados mais 854 crimes relativamente ao ano anterior, sendo um total de 14.584.

Nos concelhos da Lezíria do Tejo os concelhos de Santarém, Benavente e Azambuja são os três onde foram registados mais crimes pelas autoridades.

Em Santarém, no ano 2023, foram participados 1.846 crimes, em Benavente 1.171 e na Azambuja 1.006.

Em Almeirim houve 893 participações, no Cartaxo 692, em Salvaterra de Magos 869, Rio Maior teve 830 participações, Coruche 759, Alpiarça 312, Chamusca 260 e Golegã 153.

Os concelhos de Coruche, com mais 117 participações e Golegã com mais 17 participações face ao ano passado, foram os que registaram um aumento do número de crimes relatados junto das autoridades.

No que respeita aos 375 crimes violentos que chegaram ao conhecimento das autoridades em todo o distrito de Santarém, o roubo na via pública, extorsão e resistência e coação sobre funcionário público foram os mais frequentes.

No que diz respeito à criminalidade geral, aqueles que tiveram maior participação foi a condução sob efeito do álcool, com mais de mil participações, seguido da violência doméstica e as ofensas à integridade física.

As burlas e os furtos em veículos continuam a ter um número bastante significativo de ocorrências, bem como os furtos em residências.

As autoridades destacam ainda um crime que tem vindo a registar uma forte diminuição, muito por culpa do esforço efetuado pelas Forças de Segurança, que diz respeito ao furto de catalisadores dos automóveis. No ano passado foram identificados 122 casos no distrito de Santarém.

A violência doméstica continua a ser um flagelo, e no ano passado foram identificados 1.032 casos no distrito de Santarém, uma diminuição de 2,4% relativamente a 2022.

No distrito de Santarém as autoridades registaram ainda 392 crimes contra a floresta, nomeadamente relativos a participações por incêndio ou fogo posto.

________________

_____________________