Privilégio de realizar Caminho de Santiago levou peregrino a escrever livro (Com Fotos)

25 Junho 2021, 14:24 Não Por João Dinis

O Núcleo Rural de Coruche recebeu ao final da tarde desta quinta-feira, a apresentação do livro “Um Privilégio”, da autoria de José Ribeiro da Cunha, em que este nos conta a sua aventura de realizar o Caminho de Santiago, ligando Coruche a Santiago de Compostela.

O que começou por ser uma multa de trânsito que impediu ‘Zé da Quinta’, como é carinhosamente tratado por todos, transformou-se na oportunidade para a realização de um sonho, ainda que no primeiro momento estivesse longe do seu imaginário transformar essa aventura numa obra literária.

Segundo nos conta o autor, este livro foi o culminar de uma oportunidade que a vida lhe deu, “sempre desejei fazer o Caminho de Santiago, era um sonho que eu tinha e estudava muito sobre os caminhos Santiago”, começa por nos referir acrescentando que,”tive esta oportunidade, que apareceu do nada, eu acredito sempre que as coisas não acontecem por acaso e a multa acabou me dar algum tempo disponível e dediquei-me aos Caminhos de Santiago”.

De acordo com José Ribeiro da Cunha, o percurso não foi realizado nos melhores meses, “foram meses de Inverno, muito duros de frio e de chuva, mas tenho muita fé e resiliência e acabei por fazer o caminho todo sozinho”, revela-nos.

O livro acabou por surgir de forma espontânea, pois quando partiu rumo a Santiago de Compostela, Ribeiro da Cunha apenas levava a sua fé, estava muito longe de antever que o final da viagem iria culminar com um livro. A ideia do livro, “surgiu muitos meses depois”, conta-nos o autor, que nos explica que o facto de vir da área da fotografia ajudou bastante à composição do livro, “tenho uma memória visual muito grande, nunca tirei apontamentos de nada, e no fim comecei a desenvolver tudo aquilo que eu tinha visto nos lugares onde passei, os lugares onde dormi…”, acrescentando que “os caminhos são feitos em percursos giríssimos, sítios com paisagens extraordinárias, que puxam pela emoção, e eu consegui transformar estes destes quase 17 dias de um gosto próprio num privilégio próprio como eu costumo dizer”, “tive o privilégio de poder fazer isto e como tenho muita fé e consegui juntar à oração, para mim foi uma emoção, e foi um extraordinário e no fim acabou por sair este livro.”

O título da obra não foi por acaso, pois José Ribeiro da Cunha refere que tem o ‘Privilégio’ “de ser quem sou graças à educação dos meus pais, ter este privilégio de ter sido educado neste espírito de aventura, neste espírito de humor, de resiliência, de acreditar até ao fim, com amor, com muita fé.”

Apesar das dificuldades impostas pelos caminhos e de todo o sofrimento envolvido, o também técnico do INEM, entre muitas facetas, muitas delas dedicadas às áreas criativas, refere que “conseguiu transformar isso (as dificuldades) em coisas boas da vida e ver coisas que às vezes estão à nossa volta e que nos parecem coisas tão dramáticas e que ao fim e ao cabo nós somos tão pequeninos, com problemas achamos tão grandes, e que só com uma mochila às costas e uma escova de dentes praticamente nós podemos ser tão importantes e tão bons na vida”.

O livro não é um guia dos caminhos Santiago, nem por sombras, é um livro muito do dia-a-dia, do que eu passei, os momentos todos que encontrei…”, assim nos descreve a obra, acrescentando que o mesmo “tem asneiras divertidas, tem as asneiras que eu disse no caminho, tem as orações que eu fiz no caminho, tem tudo aquilo que me acompanhou, até os acessórios que eu levava, que eu nem sabia se me faziam falta ou não…”, sendo que este é um livro que descreve cada momento da sua viagem de 17 dias, em que cada capítulo está ligado entre si.

Na apresentação, que contou com ‘casa cheia’, estiveram presentes muitos familiares e amigos de José Ribeiro da Cunha, que o acarinharam e certamente vão agora ficar deliciados com a sua obra.
Entre momentos de emoção e descontracção, José Ribeiro da Cunha dedicou a obra à sua mãe, por todo o que tem sido para si ao longo da vida.

Quem pretender adquirir o livro ‘Um Privilégio’, poderá contactar o autor através das suas redes sociais “Um Privilégio” no Instagram e Facebook, através do site da Chiado Books e a partir de 1 de Julho em prateleira de destaque da FNAC e da Bertrand.