Palmira Cruz de 106 anos foi a primeira e a ser vacinada em Coruche a mais velha do país (Com Fotos)

17 Fevereiro 2021, 17:27 Não Por João Dinis

Palmira Cruz, que no passado dia 9 de Fevereiro cumpriu 106 anos, é a par de Fernanda da Costa de Nelas, em Viseu, as utentes mais velhas do Serviço Nacional de Saúde vacinadas até ao momento contra a Covid-19.

A Dona Palmira, como carinhosamente é tratada em Coruche, foi a primeira utente a ser vacinada esta quarta-feira, 17 de Fevereiro, no Pavilhão Desportivo de Coruche, onde está montado o Centro de Vacinação, numa operação montada em articulação com o Centro de Saúde de Coruche, Câmara Municipal de Coruche e Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria, que iniciou hoje a vacinação com a primeira dose da vacina da Moderna a  pessoas com mais de 50 anos e com doenças de risco e com 80 ou mais anos, cumprindo assim o plano de vacinação contra a Covid-19 definido pelo Ministério da Saúde.

Dona Palmira Cruz, 106 anos e a primeira a receber a vacina em Coruche

A Coruche chegaram hoje 80 doses da vacina, num total de 250 que vão chegar até sexta-feira, sendo que para a próxima semana estão também já programadas mais vacinações, conforme as doses da vacina forem disponibilizadas ao Centro de Saúde de Coruche, cuja sua equipa médica e de enfermeiros está a realizar a vacinação a todos os utentes, bem como a efectuar o contacto, de forma telefónica, de modo a conseguir contactar uma população que por ser mais idosa e muitas vezes dependente de familiares, não pode ser contactada de outra forma.

O director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria, Carlos Ferreira, explicou que a escolha de uma “das pessoas mais velhas” do concelho, no distrito de Santarém, foi para passar um “sinal positivo” à população idosa.

Achámos que era relevante e era importante – e na ordenação que foi feita das pessoas com 80 ou mais anos – começar exactamente por dar um sinal, que é simultaneamente um sinal positivo, de esperança de vida e que mesmo as pessoas com 106 anos se devem disponibilizar para a vacina”, disse o Director, que explicou que “Coruche que só tem uma unidade de saúde familiar [Unidade de Saúde Familiar (USF) do Vale do Sorraia] só levou 250, porque tem uma população de 20 mil. […] O Cartaxo que também tem uma população de 20 mil, mas tem três unidades, então dividimos os 20 mil percentualmente e uma unidade levou 40%, outra unidade levou outros 40% e a terceira unidade levou 20%.”

Carlos Ferreira voltou a referir que foram já recebidas mais 830 doses para aplicar no início da próxima semana, acrescentando que “deverão chegar mais nos próximos dias”.

Para já, temos 830, mas admito que possam chegar mais. Já mandei convocar as pessoas com base nas 830, mas de um momento para o outro podem chegar muito mais. Admite-se chegar aos milhares nos próximos dias”, ressalvou.

O coordenador alertou ainda a população mais idosa para atualizar os contactos, porque cerca de 50% das pessoas não atende o telefone.

Muita gente não responde. Admitimos que as pessoas tenham o telemóvel desatualizado e quanto mais depressa tivermos o telemóvel mais depressa conseguimos abranger toda esta população”, disse, pedindo que, se tiverem “dificuldade em atender o telemóvel”, deem o contacto de um familiar.

Por seu turno, Carlos Ferreira salientou que, das pessoas que têm respondido, quase 100% confirma a disponibilidade para receber a vacina.


João Dinis com Agência Lusa