Município alerta IP para degradação e falta de segurança em estradas nacionais no concelho de Coruche

29 Novembro 2021, 11:42 Não Por João Dinis

 

 

A Câmara Municipal de Coruche alertou a Infraestruturas de Portugal (IP), em reunião entre os dois organismos, para a necessidade urgente da realização de obras em diversas estradas nacionais que atravessam o concelho de Coruche, bem como a falta de segurança, que está a elevar a sinistralidade no concelho.

Entre os casos mais urgentes está a Estrada Nacional 251, que liga Coruche a Mora, onde as deformações na estrada provocadas pelas raízes das árvores estão a causar lombas, que podem causar danos nas viaturas e provocar acidentes, bem como a passagem da Azervadinha.

A Câmara Municipal de Coruche apelou à IP, que reveja a passagem da Azervadinha, mantendo o piso regular, para que a passagem dos carros e camiões não afecte também os moradores. O município, que até aqui realizava alguns arranjos, pretende que se encontre uma solução de maior duração para a travessia da localidade.

Também a rotunda à entrada do Couço foi tema de debate entre as entidades, sendo que para a Câmara de Coruche esta é uma obra fundamental, numa zona onde são frequentes os acidentes.

O Município solicitou também um reforço da sinalização nesta estrada, onde são frequentes os acidentes graves, provocando muitas mortes, sendo mesmo uma das estradas mais mortais da região, de acordo com os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Outra das estradas que mereceu a atenção do município foi a Estrada Nacional 114-3, que liga os concelhos de Coruche e Salvaterra de Magos, que tem também muitos locais onde o piso se encontra deformado e com alguns buracos.

Na Estrada Nacional 119, no Biscainho, o município e a IP estudam também a entrada para o novo loteamento do Biscainho, não estando ainda definido o tipo de traçado a construir.

A Câmara Municipal de Coruche aproveitou também a ocasião para solicitar à IP o parecer de viabilidade para a construção dos Passadiços do Sorraia, que vão lugar a vila de Coruche à Zona Industrial do Monte da Barca.