Mulher que incendiou carrinha e contentor julgada em breve

1 Agosto 2022, 15:45 Não Por João Dinis

Terá início em breve no Tribunal de Santarém o julgamento da mulher que a 13 de Outubro do ano passado incendiou uma carrinha estacionada no Parque de Estacionamento na Avenida Luís de Camões, em Coruche, bem como destruiu um contentor de resíduos sólidos nas imediações do mesmo local, vindo a ser retida por populares na Fajarda, quando tento incendiar uma área de mato.

Pelo meio, a mulher de 64 anos, residente em Macedo de Cavaleiros, tentou ainda incendiar as botijas de gás, nas bombas de combustível da Avenida Luís de Camões.

Agindo alegadamente durante um surto psicótico, de acordo com a acusação a que o Correio da Manhã teve acesso, a mulher encontrava-se alojada numa unidade hoteleira junto da Avenida Luís de Camões, quando cerca das 3 horas da madrugada de 13 de Outubro conseguiu roubar da recepção um frasco de álcool etílico com o qual terá começado por incendiar o contentor, seguindo depois para as bombas de combustível, onde a tentativa de incêndio às botijas de gás só não aconteceu, porque o monte de folhas e ervas que utilizou não ardeu completamente.

Após a tentativa de incêndio nas bombas de combustível, a mulher deslocou-se para o parque de estacionamento onde ateou fogo a uma carrinha, avaliada em cerca de 30 mil euros tendo-lhe provocado a destruição do motor e habitáculo, valendo a pronta intervenção dos Bombeiros Municipais de Coruche para que o fogo não se alastrasse a mais viaturas ali estacionadas.

A mulher apanhou depois um autocarro, onde na Fajarda tentou atear um fogo numa área de mato, vindo a ser retida por populares que a entregaram depois à GNR.

A investigação que deu origem ao processo foi concluída pela Polícia Judiciária, que reuniu as provas que serão agora fundamentais para o desenrolar do processo.

A arguida está agora em prisão domiciliária.

__________________________________________________________________________________________