Mora integra projecto turístico que envolve a GNR

24 Agosto 2021, 22:26 Não Por Redacção

O concelho de Mora é um dos 14 concelhos da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), que integram o projecto dos roteiros “Guard & Guide”, que vai envolver os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) com a comunidade turística de cada concelho.

Estes roteiros constituem-se como um projecto único e inovador no seio das Forças de Segurança nacionais e internacionais, pretendendo fazer a ligação entre o Turismo, a Segurança e o Património, integrando-se no “Programa Turismo Seguro” da GNR.

O projecto desenvolvido em parceria entre a CIMAC, a GNR e os municípios tem como objectivo garantir a articulação directa com todas as autarquias do distrito, e visa criar uma imagem de marca associando a GNR à valorização do património e dos recursos endógenos do Distrito de Évora e da Região Alentejo, realçando a importância da Segurança no âmbito da preservação patrimonial, bem como envolver também a Universidade de Évora.

Serão também editadas 14 publicações bilíngue, tantas quantos os municípios do distrito de Évora, servindo de suporte aos militares no terreno na sua relação com os cidadãos em geral e com os turistas em particular. O conjunto de mapas-roteiro foi elaborado por uma equipa que contou com membros do Comando Territorial de Évora da GNR e da Universidade de Évora, tendo beneficiado do envolvimento empenhado das Autarquias, designadamente dos eleitos e dos serviços com responsabilidades sobre o Turismo, bem como da enriquecedora participação de diversos membros dos Urban Sketchers Portugal, muito em especial do Grupo de Évora.

“Este é um projecto inovador no sentido em que nos estamos a assumir como ‘elo de ligação’ entre o turista, a segurança e o património”, destacou hoje o comandante do Comando Territorial de Évora da GNR, coronel Joaquim Vivas, durante a apresentação do projecto que decorreu em Évora, acrescentando que este “dá corpo ao que a Guarda sempre fez”, que é “a divulgação dos conhecimentos que tem” do território “perante o turista”.

“Este projeto é a materialização de uma coisa que a Guarda já faz” e de um programa nacional da força de segurança implementado “há uns anos”, o Tourist Support Patrol, que “tem mais visibilidade no litoral”, em especial “na região algarvia”, sublinhou.

Agora, esta interligação entre a GNR e os turistas é formalizada no distrito de Évora “com outros meios”, nomeadamente “com um roteiro muito bem feito, que nos ajuda a transmitir mais essa sensação” de segurança, frisou.

E, através da “formação específica”, os guardas no terreno têm agora “competências novas” e “podem ajudar, quer o turista, quer a valorizar o que de melhor” existe “em termos de património edificado”, disse.

Para o presidente da CIMAC, Carlos Pinto de Sá, trata-se de uma iniciativa “muito interessante, sobretudo para dar a conhecer o património no Alentejo Central, não apenas aos elementos da GNR que acompanham os turistas, mas também para valorizar esse património”.

Pinto de Sá, que é também o presidente da Câmara de Évora, lembrou ainda que, na base da decisão de um turista visitar Portugal está a segurança do país, pelo que “o papel da GNR a este nível é absolutamente essencial”.

“Se as pessoas se sentem seguras connosco, pois, nós queremos potenciar ainda mais essa questão” e, ao mesmo tempo, mostrar ao visitante “o que de melhor temos”, apontou também o coronel Joaquim Vivas.


Redacção com Agência Lusa