Mora foi o concelho onde mais choveu depois de Lisboa. Chuva fez alguns estragos e encerrou Museu

8 Dezembro 2022, 20:15 Não Por Redacção

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) através da sua monitorização feita às estações metereológicas, identificou o concelho de Mora como aquele onde mais choveu depois do de Lisboa.

Em Lisboa, pelas 23 horas, foram registados valores entre os 31.9 milímetros e 42 milímetros por metro quadrado, nas zonas da Tapada da Ajuda ou Avenida Gago Coutinho, onde estão instaladas estações do IPMA.

Já no concelho de Mora, na estação que o IPMA ali tem colocada, foram registados 20.2 milímetros por metro quadrado, na medição efectuada pelas 3 horas da madrugada desta quinta-feira, 8 de Dezembro.

Pela meia-noite, na estação do Campo de Tiro, em Samora Correia, foi registada uma queda de 16.5 milímetros por metro quadrado.

Paula Chuço, Presidente da Câmara Municipal de Mora, referiu que “a chuva provocou algumas inundações, sobretudo durante a madrugada”, “cerca das quatro horas da madrugada estávamos no terreno, com duas equipas a apoiar os bombeiros e auxiliar as pessoas que viram os seus bens afectados, mas felizmente sem consequências de maior”.

Segundo a autarca registaram-se alguns aluimentos, quedas de árvores ou de muros, não havendo no entanto feridos a lamentar.

Situação mais grave viveu-se no Museu do Megalitismo, que acabou por ver a água entrar no seu interior, e esteve esta quinta-feira encerrado para limpeza, não se tendo, ainda assim, verificado danos no espólio.

Esta sexta-feira, as equipas do Município de Mora vão continuar no terreno de modo a repor a total normalidade.

____________________________________________________________