GNR de Coruche só tem 1 carro com mais de 15 anos e 600 mil quilómetros

GNR de Coruche só tem 1 carro com mais de 15 anos e 600 mil quilómetros

18 Janeiro 2021, 21:40 Não Por João Dinis

O Posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Coruche, que aguarda o lançamento do concurso público para a sua reabilitação, além de instalações a necessitarem de obras urgentes, está agora também sem viaturas para que os militares possam efectuar o seu trabalho.

De acordo com o que o Notícias do Sorraia apurou existe somente uma viatura ligeira com mais de 15 anos e 600 mil quilómetros e alguns problemas ao serviço dos militares, depois de um acidente e várias avarias terem retirado do serviço as viaturas de que este posto dispunha, nomeadamente duas pick-ups e uma viatura ligeira.

Dadas as especificidades do concelho de Coruche, com uma dimensão considerável e bastante trabalho em estradas de campo, a situação começa a ficar insustentável”, refere-nos fonte da GNR, que refere ainda existir uma viatura de 9 lugares, afecta do Comando da GNR de Santarém e que está em modo de empréstimo no Posto de Coruche, que só tem permissão para sair em casos de extrema urgência.

O Comando Distrital da GNR de Santarém confirma a situação ao Noticias do Sorraia, referindo que aguardam a disponibilização de verbas por parte do Orçamento do Ministério da Administração Interna para que possam proceder às inspecção e reparações das viaturas, “até que exista disponibilidade orçamental, não dispomos de verbas para que os carros possam regressar ao activo”, ainda que reconheçam a necessidade urgente de colocar viaturas no Posto de Coruche, salientando que “o Comando da GNR de Santarém pretende colocar no mais curto espaço de tempo duas viaturas no Posto de Coruche, uma delas todo-o-terreno”, refere-nos fonte do Comando Distrital da Guarda.

Além das duas viaturas que o Comando Distrital da GNR pretende fazer chegar a Coruche, também a viatura que foi cedida pela Câmara Municipal de Coruche à Guarda Nacional Republicana se encontra em reparação, podendo chegar ao posto em breve.

O Comando Distrital da GNR lamenta esta situação, referindo-nos ainda que a situação no distrito é também preocupante por não existirem viaturas em número desejável para poder fazer face a todas as necessidades da GNR no distrito de Santarém, facto agravado agora nesta altura, enquanto não existe verbas disponíveis por questões burocráticas que impedem a disponibilização das verbas orçamentadas para a Guarda Nacional Republicana.