Fio a Prumo <> Cada um às suas…

20 Abril 2021, 9:12 Não Por Redacção

É ditado velho e certeiro como quase todos os ditados.

Acrescentarei eu: às suas convicções e modos de viver neste mundo.

Estamos quase sempre em encruzilhadas, as nossas vidas defrontam-se constantemente com elas.

Escolher o caminho é muito complicado.

Às vezes vai de atirar a moeda ao ar,

Atravessamos neste momento mais uma não direi encruzilhada porque parece mais um labirinto.

Como viver preservando a nossa saúde e a dos outros?

Não falo dos males, maleitas, e afins que a cada um cabem por distribuição “divina”

Isso é assunto para cada um resolver como puder.

Falo, sim, nesta hecatombe que nos “brindou” vinda de longe e que rapidamente se instalou, e teima em não arredar pé.

A única certeza que parece ninguém duvidar é que o bicho “morde” pela calada e quando menos esperamos.

Sabemos minimamente o que fazer para tentar evitá-lo.

Cuidados a ter, mudança de hábitos, recato possível, ar puro muito, e não querer “sair para a rua e festejar” como se tudo já tivesse passado

Penso que é preciso ter calma

Ponderar as atitudes.

Precaver-se.

Uns já não assistem ao fim possivel de tudo isto, levados pelas garras da besta.

Custa assim tanto ter calma?

Vá lá, cada um às suas

 RESPONSABILIDADES.