Entidade de Turismo abrirá delegação em Santarém após críticas de autarcas

12 Dezembro 2021, 11:34 Não Por Redacção

 

 

A Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo irá no próximo ano abrir uma delegação em Santarém, dando assim resposta às muitas criticais dos autarcas do distrito que acusavam a entidade de ter abandonado o Ribatejo.

O facto foi revelado pelo Vice-presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Pedro Pires Dias, que questionado se a abertura da delegação da entidade no distrito de Santarém seria uma aposta também no Ribatejo a exemplo do que acontece com o Alentejo, a que este começar por referir que “a aposta já foi feita há mais tempo”, “toda a estruturação do produto que fazemos no Alentejo, fazemos também no Ribatejo”, dando como exemplos os percursos pedestres, walking e o próprio caminho de Santiago, considerando este que a única coisa que tem faltado é “nós termos mais contactos”. Esta delegação irá permitir que exista um contacto diário “com as entidades privadas ou públicas”.

Foi aprovado também na última Assembleia Geral da Entidade de Turismo, que se realizou em Santarém “a criação de um Conselho Consultivo, onde estão envolvidas todas as camaradas, e também os empresários que as câmaras decidirem”, sendo que o objectivo é “ tentar reunir pelo menos uma vez de dois em dois meses, ou uma vez por mês, dependendo também da situação, ou seja, a Comissão Executiva podendo deslocar-se à delegação”.

Para já não está ainda confirmado onde ficará localizada a delegação, revelando Pedro Pires Dias que “as câmaras estão a oferecer sítios”, sendo que a entidade irá decidir e protocular posteriormente.

Pedro Pires Dias reconhece que nem tudo está de facto a funcionar perfeitamente com a entidade, uma vez que este assume que “as câmaras muitas vezes não têm toda a informação”, reconhecendo que “nós temos de passar essa informação”.

Questionado se esta seria a resposta da Entidade de Turismo às críticas que vinha sendo alvo por parte dos municípios do Ribatejo, Pedro Dias diz-nos que “sempre que achamos que  as pessoas estão descontentes é porque a mensagem não está a passar de uma forma correcta”, acrescentando que a entidade está neste momento a efectuar um ajuste na metodologia.

“São duas regiões diferentes, com entidades diferentes, e nós também temos trabalhado de uma forma diferente, diferenciadora, porque o Alentejo já tem montada uma promoção de nível internacional, já tem um nome,”, salienta, pelo que “o Ribatejo ‘está pronto’, então nós temos de trabalhar, é claro que ouvindo as pessoas que cá estão”, conclui.

Pedro Dias esteve presente na apresentação da nova estratégia para o Turismo do concelho de Coruche, e questionado se este seria um bom exemplo e a replicar em mais concelhos do Ribatejo, este é claro em afirmar, “sim acho que sim”, entendendo que “demonstra que o concelho está preocupado, e sabe que a actividade do turismo pode ser uma forma de manter as populações e trazer valor para a economia local”, acrescentando que “os concelhos devem trabalhar nesse aspecto, mas também devem fazer essa ligação com a entidade regional e com a agência, que faz a promoção no exterior, porque nós estamos a fazer um trabalho de uma estratégia do turismo, mas depois se não chegarmos na fase de ligação em rede se calhar acabamos por estar a gastar dinheiro e não vermos os frutos dessa actividade”.