Eleições a 30 de Janeiro. Presidente da República dissolve Parlamento

Eleições a 30 de Janeiro. Presidente da República dissolve Parlamento

4 Novembro 2021, 20:10 Não Por Redacção

O Presidente de República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou esta quinta-feira, a dissolução da Assembleia da República e marcação de Eleições Legislativas para o dia 30 de Janeiro.

“Uma semana e um dia depois da rejeição do Orçamento para 2022 encontro-me em condições de vos comunicar que decidi dissolver a Assembleia da República e convocar eleições para o dia 30 de janeiro de 2022”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, numa comunicação ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa.

Na base da decisão de Marcelo Rebelo de Sousa esteve a rejeição do Orçamento de Estado para 2022, “pela primeira vez em 45 anos de democracia”, e num “momento decisivo em todo o Mundo”, com a saída da pandemia e a crise económica.

O Presidente da República salientou ainda o facto de na sua decisão ter pesado a rejeição deste orçamento, que “deixou sozinho o partido do Governo”, fazendo cair a base de apoio. “Foi uma rejeição por divergências maiores e inultrapassáveis”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa, que referiu ainda que alertou os partidos em devido tempo, afirmou que “esta é uma solução que faz parte da vida da democracia” e que irá permitir aos portugueses escolherem o caminho que pretendem para o pós pandemia e em anos absolutamente cruciais, tendo em conta que os próximos orçamentos vão ser decisivos para a aplicação dos fundos europeus.

De acordo com o entendimento do Presidente da República esta é a solução que irá permitir maior rapidez para a resolução dos problemas do país no imediato, tendo em conta na marcação da data das eleições para o período do Natal e Ano Novo.