Directora de Escolas de Marinhais apela a comportamentos responsáveis de alunos e pais

Directora de Escolas de Marinhais apela a comportamentos responsáveis de alunos e pais

19 Janeiro 2021, 22:54 Não Por Redacção

Após a detecção de um surto de Covid-19, que se encontra disseminado na comunidade, na vila de Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, a Directora do Agrupamento de Escolas de Marinhais fez esta terça-feira à noite um apelo nas redes sociais do agrupamento de escolas, para que alunos e pais tomem comportamentos responsáveis.

Isidora Saramago começa a sua missiva por “encarecidamente, solicitar, a todos, mas, mesmo a todos, o CUMPRIMENTO DAS REGRAS emanadas pela DGS e pelo confinamento, face à situação que o país está a atravessar.”

A Directora refere que a escola tem feito um enorme esforço no cumprimento das regras de distanciamento, de desinfeção, higienização e etiqueta respiratória”, salientando que “os nossos assistentes operacionais têm sido incansáveis em toda a logística. Desde o primeiro dia de aulas que passam os intervalos, numa autêntica correria para desinfetarem mesas e cadeiras, corrimãos, etc…

A professora refere que o agrupamento tudo faz para que alunos e professores se mantenham em segurança, salientando que tem existido sempre uma comunicação rápida entre todos, tentando também assim que as pessoas possam cumprir todas as normas no menor espaço de tempo possível.

No entanto”, começa por lamentar, “perante situações de irresponsabilidade e de atitudes inconscientes de incumprimento a que temos assistido, a pandemia cresce de forma exponencial.

Solicito que dentro e fora do espaço escolar, cumpram as regras de distanciamento físico, usem a máscara, desinfetem ou lavem, várias vezes, as mãos”, apela a Directora que prossegue solicitando encarecidamente “que os alunos se limitem à frequência de escola/casa casa/escola, não frequentem a casa uns dos outros, não realizem festas de aniversário ou convívios fora do agregado familiar.”

Contamos convosco, nesta fase tão difícil que o país atravessa, com respeito e colaboração, cumprindo, cada um, a responsabilidade de assumir uma postura de cidadania solidaria com todos os que estão a passar por esta tormenta, os quais já perderam familiares e amigos para este inimigo invisível”, refere a Directora que conclui o seu apelo com uma mensagem de esperança, “não podemos baixar os braços, pela nossa saúde e pela nossa vida! Contamos com todos!