Crise de materiais provocada pela pandemia encarece Lar da Fajarda em 700 mil euros

Crise de materiais provocada pela pandemia encarece Lar da Fajarda em 700 mil euros

17 Outubro 2021, 14:18 Não Por Redacção

Com uma estimativa inicial de 1,8 Milhões de euros, a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) da Fajarda pode agora ficar em cerca de 2,5 Milhões de euros, fruto da crise provocada pela pandemia da Covid-19, que encareceu os materiais, em alguns casos em mais de 50%.

O concurso público para a construção do Centro de Repouso da Fajarda foi lançado no mês de Junho, mas ficou deserto, pois os empreiteiros consideram que o valor inicilamente proposto é agora bastante desajustado dos valores actuais, tendo em conta a abrupta subida dos materiais verificada nos últimos seis meses.

Segundo revelou Francisco Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Coruche, que irá financiar em parte a construção da estrutura residencial para pessoas idosas, as estimativas, ainda que não concluídas, apontam para que a obra, que irá reconverter a antiga escola primária da Fajarda, num moderno equipamento para pessoas idosas, possa custar cerca de 2,5 Milhões de euros.

Após a nova revisão de preços, a autarquia de Coruche lançará novo concurso para a construção da ERPI da Fajarda, que conta com o apoio de fundos europeus do programa PARES – Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais, da Segurança Social.