Benavente aperta regras para combater a pandemia e pede encerramento das actividades lectivas presenciais

Benavente aperta regras para combater a pandemia e pede encerramento das actividades lectivas presenciais

9 Janeiro 2021, 22:07 Não Por João Dinis

A Câmara Municipal de Benavente, anunciou este sábado, 9 de Janeiro, um conjunto de medidas, que visam mitigar a disseminação da Covid-19, no concelho, depois de desde início de Janeiro se terem registado cerca de 250 novos casos, sobretudo em novos casos na comunidade, facto que alarmou a autarquia e a Protecção Civil.

O Presidente da Câmara Municipal de Benavente, Carlos Coutinho, referiu que o município vive “uma situação extremamente complicada”, depois de no concelho se terem vivido meses de grande responsabilidade, sobretudo nos últimos dois meses, em que o número de casos era de cerca de 150 por 100 mil habitantes, bastante abaixo dos 240/100 mil habitantes.

No momento, e de acordo com o autarca, o concelho de Benavente, regista cerca de 1000 casos por 100 mil habitantes, salientando este que “nos últimos três dias registámos na quinta-feira 51 casos, na sexta-feira 49 casos e hoje mesmo 43 casos”, encontrando-se agora o concelho em risco extremamente elevado de contágios da Covid-19, factor que levou a Protecção Civil municipal a decretar algumas medidas específicas para o concelho.

Carlos Coutinho apelou aos cidadãos para que tomem actitudes responsáveis, “para que efectivamente possamos inverter esta situação”, algo que este considera possível “desde que possamos cumprir com aquilo que são as normas sanitárias”, reforçando o pedido para que todos cumpram o distanciamento físico, as normas de higiene, o uso de máscara e a higienização das mãos.

Este sábado começaram já a circular pelo concelho veículos com a transmissão de mensagens sonoras para alertar a população, “no sentido de sensibilizar a nossa população para a mensagem que se impõe cumprimento das regras”, bem como estão já no terreno equipas multidisciplinares “a percorrer os nossos lares, as casas de acolhimento de idosos, verificando o cumprimento das regras”.

A partir de segunda-feira, a Protecção Civil Municipal em articulação com as autoridades de saúde e policiais (GNR) e bombeiros, vão iniciar um conjunto de acções que visam combater possíveis comportamentos negligentes, que possam estar a disseminar o vírus entre a comunidade, nomeadamente nos espaços públicos e comerciais.

Para além destas medidas, determinamos também que durante duas semanas os lares devem suspender a visita dos familiares e outros”, refere o autarca, que salienta o facto de “felizmente até este momento, não temos surtos nas nossas instituições.”

Carlos Coutinho anunciou também que “as nossas colectividades e associações devem suspender a sua actividade por duas semanas”, anunciando ainda que solicitaram já às autoridades competentes, nomeadamente à Direção Geral dos Estabelecimentos das Escolas e à Unidade de Saúde Publica, “que iniciasse o processo para suspender o ensino presencial nas nossas escolas durante duas semanas, devendo ser substituído o ensino à distância.

O Presidente da Câmara Municipal de Benavente termina referindo que “a Proteção Civil os seus agentes, a autoridade de saúde, estão com a mesma determinação de sempre”, apelando a todos para que tenham comportamentos responsáveis, pois “só teremos resultados que esperamos, se efectivamente contarmos com consciência e responsabilidade de todos.”