Atrasos nas entregas e avarias nos computadores impedem alunos de cumprir programa escolar

15 Novembro 2022, 11:55 Não Por João Dinis

O atraso na entrega de alguns equipamentos informáticos e avarias constantes estão a impedir alguns alunos de Coruche e Benavente de cumprir o seu programa escolar.

Os casos foram relatados por encarregados de educação ao NS, que lamentam que os seus educandos estejam a ser privados de utilizar os equipamentos informáticos do Kit Digital, que foi distribuído aos alunos pelo Ministério da Educação.

Um dos casos é o de Maria, uma jovem aluna do quinto ano em Coruche, que segundo os progenitores não tem ainda o equipamento disponível porque “a directora de turma está a reter a documentação e a aguardar que todos os alunos entreguem” para enviar o processo da turma em conjunto, o que motiva que os alunos que não possuem ainda equipamento informático estejam impedidos de aceder a todas as matérias.

Já entregamos todos os documentos necessários, inclusive o termo de responsabilidade”, salienta-nos o pai da jovem aluno da E.B. 2/3 de Coruche, que lamenta que a filha esteja a ter dificuldades em aceder às matérias das disciplinas de português, inglês e educação visual, bem como aos trabalhos e matrizes na plataforma Teams.

Contactada pelo NS a Directora do Agrupamento de Escolas de Coruche refere que “na presente data, a todos os alunos do Agrupamento de Escolas de Coruche foi facultado o acesso aos computadores, porém alguns encarregados de educação recusaram a responsabilidade de levantar o mesmo”, pelo que no seu conhecimento a grande maioria dos alunos já tem equipamento informático.

Outro caso relatado do NS diz respeito a uma aluna de décimo ano do Agrupamento de Escolas de Samora Correia. A mudança de escola está entre as “situações excepcionais” reconhecidas por Luísa Carvalho, Directora do Agrupamento, que acrescenta que sempre existam solicitações de trabalhos e caso o aluno não possua o equipamento informático este “não é penalizado, de forma alguma, em termos avaliativos.”

O Director do Agrupamento de Escolas de Benavente, Mário Santos, questionado se no seu Agrupamento existem também situações de atraso nos equipamentos informáticos, refere que “a distribuição do Kit Digital aos alunos tem acontecido desde o início do ano lectivo de acordo com as regras subjacentes ao processo, definidas pelo Ministério da Educação”, e que os casos estão a ser resolvidos directamente com os encarregados de educação.

Avarias constantes são também impeditivas de alunos prosseguirem actividades

O facto de muitos equipamentos serem utilizados várias vezes, uma vez que no final de cada ano lectivo eles são recolhidos pelo Ministério da Educação, conforme os alunos terminem o seu período escolar (4º e 5º anos) (6º a 9º anos) (10º a 12º anos), e de as suas características também não serem as mais avançadas no mercado, está a levar a que as avarias e problemas sejam uma constante, o que é também motivo de impedimento para que os alunos possam prosseguir as suas actividades.

Esse facto é mesmo reconhecido pela Directora do Agrupamento de Escolas de Samora Correia, que afirma que nos estabelecimentos escolares à sua responsabilidade “temos um número elevado de alunos com equipamentos com avaria, diferentes tipos de avarias”, o que leva a que os equipamentos sejam encaminhados para as empresas que possuem acordo com o Ministério da Educação para a sua reparação, não sendo possível à escola ”prever que tempo demora a efectuar a reparação e quando estará o equipamento disponível para devolução aos alunos.

Nestes casos, em Coruche, e de acordo com a Directora do Agrupamento, o Município de Coruche disponibilizou os equipamentos adquiridos aquando da pandemia, que, “mediante a assinatura de protocolo com os encarregados de educação, são disponibilizados aos alunos enquanto os seus equipamentos se encontram a arranjar.”

______________________________________

_______________________________________________________________