Águas do Ribatejo continuará sem aumentar tarifas em 2022

Águas do Ribatejo continuará sem aumentar tarifas em 2022

12 Novembro 2021, 13:24 Não Por Redacção

A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, distribuidora de água da rede pública nos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche,  Salvaterra de Magos e Torres Novas, não irá aumentar as tarifas em 2022, actualizando somente as taxas obrigatórias e dentro dos parâmetros emanados pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) e Agência Portuguesa do Ambiente (APA), pelo que os ajustes na factura do próximo ano serão mínimos.

A empresa teve em atenção o momento social das famílias e das empresas e continuará em 2022 a não actualizar as tarifas”, anunciou Francisco Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Coruche e do Conselho de Aministração da Águas do Ribatejo, salientando ainda o facto de apesar da não actualização das tarifas, “mesmo no saneamento, onde a empresa é deficitária”, a empresa irá continuar a investir nas redes de abastecimento de água e saneamento nos sete concelhos, fruto da sua boa saúde financeira.

Para 2022 a grande aposta da Águas do Ribatejo será a redução de perdas de água, ou de água não facturada, que correspondem a 33% da água que circula pelas tubagens da Águas do Ribatejo.
Francisco Oliveira (PS) referiu que a empresa “pretende reduzir esse número para 20% num curto espaço de tempo”, matéria que levou os vereadores da oposição no Município de Coruche, a aplaudirem a medida, mas também criticarem a inércia demonstrada pelos números dos últimos anos nesta matéria.

Para Valter Jerónimo (CDU) a empresa terá que apostar forte nesta matéria, uma vez que em 2021 houve mesmo um aumento de um ponto percentual em relação aos números apresentados em 2019. De acordo com o vereador em 2019 a empresa referia no seu relatório que as perdas de água representavam 32% do volume de água da empresa, e em 2021, eram 33%, pelo que aguarda com expectativa de como irá a empresa proceder para efectuar uma redução de 13% no volume de água desperdiçado ou não facturado.

Alexandre Neves (PSD), referiu ainda que além da preocupação com as perdas de água, também a qualidade da água, que muitas vezes é alvo de críticas, sobretudo nas redes sociais, deverá ser uma das preocupações da empresa. O vereador referiu ainda que, enquanto autarca do concelho de Coruche, quer sempre mais investimento da empresa no seu concelho.