Agentes de Seguros de Coruche acusados de burlarem clientes começam hoje a ser julgados

25 Janeiro 2023, 9:59 Não Por Redacção

O caso dos dois irmãos agentes de seguros de Coruche, que alegadamente burlaram dezenas de clientes, que recebiam apólices falsas, começa esta quarta-feira a ser julgado no Tribunal Judicial de Santarém.

De acordo com a Rede Regional, que teve acesso ao processo, o Ministério Público acusa os dois irmãos de 59 e 60 anos, dos crimes de burla qualificada, falsificação de documento e abuso de confiança agravado.

O esquema passava pelos agentes de seguros, que tinham escritório num ponto central da vila de Coruche, cobrarem os valores aos seus clientes, emitirem um documento de quitação, mas depois anularem o seguro e não entregarem o dinheiro às seguradoras envolvidas, nomeadamente Generali Seguros, Victoria Seguros e Fidelidade, que são agora lesadas no processo, bem como cerca de 30 pessoas.

O caso teve início em 2014 e prolongou-se durante algum tempo, com os valores a ascenderem a mais de 100 mil euros, sendo que os agora arguidos terão devolvido cerca de 68 mil euros, continuando ainda assim o esquema, mesmo depois das seguradoras terem revogado os acordos com a empresa detida por ambos.

O Ministério Público salienta ainda que “os arguidos mantiveram a ilusão de que eram ainda agentes de seguros devidamente credenciados junto dos clientes, tendo-lhes cobrados prémios e forjado certificados de seguro automóvel, seguros de caçadores e portadores de armas, ou apólices de acidentes de trabalho, entre outros documentos falsificados por meios informáticos”, refere a Rede Regional.

O valor total envolvido no esquema rondará os 112 mil euros, da qual parte foi já restituído aos lesados.


Fotografia: Direitos Reservados

____________________________________________________________