Actividade assistencial do SNS regressa aos níveis de 2019

31 Agosto 2021, 11:08 Não Por Redacção

O Ministério da Saúde anunciou esta terça-feira, que os dados mais recentes, “demonstram o percurso de recuperação da actividade do Serviço Nacional de Saúde, a qual já está alinhada com a realizada em igual período de 2019”, ano em que se verificou o volume assistencial mais elevado no SNS.


Para o Ministério liderado por Marta Temido, o acompanhamento da actividade assistencial não-Covid-19 e a sua coexistência com a resposta às necessidades assistenciais decorrentes da pandemia tem sido uma das preocupações essenciais do Ministério da Saúde ao longo dos últimos 17 meses. 

Relativamente à recuperação da actividade assistencial nos Cuidados de Saúde Primários, os dados (provisórios) acumulados a Julho de 2021, demonstram que foram feitas 21 304 540 consultas médicas totais, o que representa um aumento de 3 707 832 consultas (+21,1%) em relação a Julho de 2020 e de 2 611 188 consultas (+14,0%) face a Julho de 2019. Foram também registados acréscimos nas consultas de enfermagem e de outros técnicos de saúde. 

Destaca-se, ainda, o aumento das consultas médicas presenciais, com a realização de mais 453 350 consultas (+5,9%) face a igual período de 2020.

Nos Cuidados de Saúde Hospitalares, os dados (provisórios) acumulados a julho de 2021, revelam que foram feitas 7 299 177 consultas médicas totais e 411 987 cirurgias, o que significa mais 956 064 consultas médicas totais (15,1%) e mais 102 041 cirurgias (32,9%) do que em igual período do ano passado. Se compararmos com o período homólogo de 2019 verifica-se uma variação positiva de 0,7% nas intervenções cirúrgicas realizadas e de -0,5% nas consultas médicas. 

O Ministério da Saúde, ao mesmo tempo que salienta que o processo de recuperação do impacto da Covid-19 nos sistemas de saúde é exigente, destaca e agradece, mais uma vez, o esforço e o empenho de todos os profissionais de saúde na recuperação da atividade assistencial aos portugueses